18 March 2012

Ultraje

Tenho de começar por dizer, NUNCA, mas nunca mesmo ouvi música chinesa de tão má qualidade. CAO BEI e música chinesa não combinam.
Achei que estava no mesmo de uma piada de muito mau gosto. Até mesmo aqueles concursos de talento têm melhor música.
O que aconteceu foi o seguinte. Hoje fui ao lançamento de um livro onde a minha mãe colaborou como co-autora. Havia uma artista (estive para considerar pôr aspas, porque sinceramente, não a queria reconhecer como artista) que ia apresentar umas peças em português e mandarim. A razão por que decidi ir com a minha família foi porque queria ouvir música chinesa. Mas o que me esperava era pura e simplesmente um espetáculo de horrores. A pior música chinesa que alguma vez ouvi. Achei que ela cantava bem melhor fado do que as música chinesas propriamente ditas. Disseram-me depois que ela era muito conhecida, que até tinha aparecido na televisão e tudo. Decidi investigar e satisfazer a minha curiosidade. Como é possível que alguém que canta tão mal seja bem vinda neste raio de sítio?!
Tenho de dizer que o fado que ela canta, não é mau de todo, acho eu. Mas, eu não só especialista em fado, por isso pouco tenho a dizer. Mas as canções em chinês também foram melhores que as que eu ouvi hoje, mas mesmo assim, não são grande coisa. Reconheço o mérito das pessoas quando o merecem, mas acho que ela não o merece. Tudo bem, que ela fez um esforço no sentido de interacção cultural, mas cantar mal não se justifica. Se ela não consegue cantar bem aquele tipo de melodias, que escolhesse outro tipo de canções. É como se alguém tentasse enganar chineses a cantar uma interpretação terrível de Mariza, Amália Rodrigues ou Pedro Abrunhosa ou qualquer outro artista português de renome. Lembro-me também do Iberanime OPO 2011, onde convidaram a MOON KANA do Japão para vir actuar. Para quem foi ao evento, penso que seria um ultraje à cultura japonesa considerar a actuação da artista como representativa de música japonesa. É preciso muita lata para vir actuar e apresentar uma barbaridade destas.

Nem todas pessoas conseguem cantar bem todos os tipos de música. Os timbres de voz são diferentes e há música que não são adequadas para serem cantadas com certos timbres. Outra coisa muito importante é que, não desafinar não é o mesmo que cantar bem. Posso não ser músico de profissão, mas orgulho-me de ter tido uma educação em música e de conseguir reconhecer boa música quando a ouço.
Sinto-me ultrajada quando me tentam vender falsificações e quando me tentam enganar. Se o tivessem feito com sucesso, eu não teria reparado, obviamente. Mas como falharam, sinto uma necessidade de desabafar. (Não que sirva de muito.)

No comments: